Atribuições de enfermeiros na orientação de lactantes acerca do aleitamento materno

Ariele Londres Mesquita, Valéria Andrade Brito Souza, Iel Marciano de Moraes Filho, Thaynnara Nascimento dos Santos, Osmar Pereira dos Santos

Resumo


O aleitamento materno exclusivo é um problema mundial de saúde pública. O enfermeiro como educador e promotor da saúde é quem deve orientar as gestantes no pré-natal, puerpério e pós-parto. São inúmeros os benefícios que existem na amamentação, dentre eles a involução uterina de forma acelerada, benefícios para mãe na prevenção de uma nova gestação e benefícios também para o bebê que receberá todos os nutrientes necessários na fase inicial de sua vida. A partir deste pressuposto o estudo tem como objetivo identificar as atribuições do enfermeiro no processo de conscientização do aleitamento materno para com as gestantes. Este estudo constitui em uma revisão integrativa de literatura científica e para coleta dos materiais foram utilizadas as bases de dados Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), os Periódicos Capes e o Google Acadêmico; os critérios de inclusão foram indexação de estudos nas respectivas bases de dados; relação direta com os descritores; pesquisas desenvolvidas no Brasil; idiomas de publicação em português; período de publicação compreendido entre 2011 e 2016. A partir dos fatos extraidos entende-se que a falta de orientação sobre aleitamento materno, os cuidados e os benefícios gerados são ainda os principais motivos de desmame precoce; desta forma o enfermeiro tem um papel importante na prevenção e promoção de saúde a estas nutrizes, estratégias devem ser criadas em conjunto com equipes de saúde para diminuir o índice de intercorrências mamarias e consequentemente garantir um período de amamentação adequado sem prejuízos tanto para a mãe quanto para o bebê.

 


Palavras-chave


Aleitamento materno; Amamentação; Enfermeiro.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fator de Impacto ISI- International Scientific Indexing

JCR 0.852 (2017)/ JCR 1.021 (2018)

Qualis CAPES: B4

ISSN Online: 2179-0981 / ISSN Impresso: 2316-848X