Análises fotoquímicas de Copaifera langsdorffii DESF

Allan Jones Matias Lisboa, Fellipe José Gomes Queiroz, Ani Cátia Giotto, Jovenilson Francisco dos Santos, Kelen Cristina da Silva

Resumo


O cerrado possui grande variedade, de plantas de ações farmacológicas conhecidas e com usos já consagrados pela cultura popular. Este trabalho buscou analisar a composição fitoquímica de Copaifera langsdorffii Desf, árvore típica do cerrado. Através das identificações qualitativas das substâncias constituintes, foi possível comprovar ação farmacológica da espécie Copaifera langsdorffii, como cicatrizante, antibacteriana. Neste intuito de classificar suas composições químicas é qualitativa, de maneira que a população do Valparaiso de Goiás vem usando para tratamentos terapêuticos ou cura de algumas enfermidades. Assim a intensão de analisar as amostras em laboratório com os compostos químicos qualitativos.

 


Palavras-chave


Farmácia; Copaiba; Planta medicinal.

Referências


Neto JSL, Gramosa NV, Silveira ER. Constituintes Químicos Dos Frutos De Copaifera langsdorffii DESF. Quim Nova. 2008; 31(5):1078-80.

Silva CVMR, Pereira JF, Lima HC. O gênero Copaifera (Leguminosae-Caesalpinioideae) na Amazônia Brasileira. Rodriguésia. 2008; 59 (3): 455-76.

Valdir F. Veiga Junior e Angelo C. Pinto. O GÊNERO Copaifera L. Quim Nova. 2002; 25 (2): 273-86.

Rosa JC, Gomes MAS. Os aspectos etnobotânicos da copaíba. Rev Geografar. 2009; 4(1): 59-77.

Tappin MRR, Pereira JFG, Lima LA, Siani AC, Mazzei JL, Ramos MFS. Análise química quantitativa para a padronização do óleo de copaíba por cromatografia em fase gasosa de alta resolução. Quim Nova. 2004; 27(2): 236-40.

Veiga Junior VF, Pinto AC, Maciel MAM. Plantas medicinais: cura segura? Quím Nova. 2005; 28 (3): 519-28.

Botelho NM, Rodrigues BD, Matos LTMB, Corrêa SC, Santos CAA. Efeito do óleo de copaíba (Copaifera Officinalis) na prenhez de ratas. Rev para med. 2010; 23(4): [6 telas].

Simões CMO, Schenkel EP, Mello JCP, Petrovick P. Farmacognosia: do produto Natural ao Medicamento. Porto Alegre: Artmed; 2016.

Carvalho PER. Espécies Florestais Brasileiras. Brasília: Embrapa; 1994.

Barbosa AP, Palmeira RCF, Nascimento CS, Feitoza DS, Cunha MSC. Leguminosas florestais da Amazônia Central. I. Prospecção das classes de compostos presentes na casca de espécies arbóreas. Rev Fitos. 2005; 1(3): 47-57.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Fator de Impacto ISI- International Scientific Indexing

JCR 0.852 (2017)/ JCR 1.021 (2018)

Qualis CAPES: B4

Índice H: 9,0

ISSN Online: 2179-0981 / ISSN Impresso: 2316-848X