Fatores Precipitantes de Delirium em Pacientes Idosos Hospitalizados

Mateus de Carvalho Maciel, Luciana Mitsue Sakano Niwa, Suely Itsuko Ciosak, Myrian Spinola Najas

Resumo


Objetivo: Caracterizar os fatores precipitantes e modificáveis de delirium em idosos internados acompanhados pela equipe móvel de Geriatria e Gerontologia. Método: estudo transversal, descritivo, exploratório e prospectivo realizado em um hospital de alta complexidade de São Paulo, com idosos hospitalizados. Os dados foram analisados por estatística descritiva. Resultados: foram avaliados 12 idosos, sendo 91,7% do sexo feminino, internados predominantemente em enfermarias cirúrgicas 83,3%. Os fatores precipitantes observados foram os ambientais presentes em 100% dos sujeitos do estudo, sendo possível realizar alguma intervenção em 83,3% dos casos, seguida pela categoria das doenças intercorrentes onde 45,4% dos casos foram passíveis de intervenção. Conclusão: no presente estudo, ao caracterizar os fatores precipitantes e modificáveis de delirium em idosos hospitalizados, espera-se evidenciar a possibilidade da implementação de prevenção e tratamento do quadro apontado, visando despertar os profissionais que atuam na prestação dos cuidados para a relevância do problema.


Palavras-chave


Delirium; Assistência Hospitalar; idoso; idoso hospitalizado; Enfermagem Geriátrica.

Referências


Prayce R, Quaresma F, Neto IG. Delirium: The 7th Vital Sign? Acta Med Port. 2018; 31(1): 51-8. Doi: http://dx.doi.org/10.20344/amp.9670.

Inouye SK. Delirium in olderperson.N Engl J Med [periódico eletrônico] 2006 [citado em 2015 Jul24];354(11):1157-65. Disponível em: http://www.nejm.org/doi/pdf/10.1056/NEJMra052321

Chagas NMS, Borges DGS, Chagas MHN. Delirium como fator de risco para demência em idosos: uma atualização. J. bras. Psiquiatr. 2016; 65 (1): 94-8.

Silva MHO, Camerini FG, Henrique DM, Almeida LF, Franco A, Pereira SRM. Delirium na terapia intensiva: fatores predisponentes e prevenção de eventos adversos. Rev baiana enfem. 2018; 32: 1-12.

Junior RFM, Costa AN, Maneschy RB, Pontes CDN, Silva YJA, Holanda LS, et al. Principais fatores de risco para delirium encontrados nos pacientes idosos internados nas enfermarias de clínica médica de um hospital da Amazônia. REAS. 2019;(17): e272.

Freitas EV, Py L, Gorzoni ML, et al. Tratado de geriatria e gerontologia. 4ª ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan; 2016.

Elie M, Cole MG, Primeau FJ, Bellavance F. Delirium risk factors in elderly hospitalized patients. J Gen Intern Med [periódico eletrônico] 1998 [citado em2015 Jul24];13(3):204-12. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1496920/pdf/jgi_47.pdf

Xavier SO, Ferretti-Rebustini REL, Santos ES, Lucchesi PAO, Hohl KG.(2015). Insuficiência cardíaca como preditor de dependência funcional em idosos hospitalizados. Rev Esc Enferm USP [periódico eletrônico] 2015 [citado em 2015 Dez20];49(5):790-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v49n5/pt_0080-6234-reeusp-49-05-0790.pdf

Pelegrini P,Venites JP, Bilton TL. Perfil das condutas alimentares de idosos com delirium durante a internação hospitalar.Disturb Comum [periódico eletrônico] 2007 [citado em 2015 Dez20];19(1), 63-71. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/dic/article/view/11846/8567

Oliveira FMRL, Costa KNFM, Pontes MLF, Batista PSS, Barbosa KTF, Fernandes MGM. Fatores de risco associados à hospitalização em idosos atendidos na atenção primária de saúde. Rev enferm UERJ. DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2018.15488

Associação Americana de Psiquiatria. Manual de Estatística e Diagnóstica de Transtornos Mentais (DSM IV TM). 4.ed. Porto Alegre: Artes Médicas; 1995.

Marin MJS, Bazaglia FC, Massarico AR, Silva CBA, Campos RT, Santos SC. Características sócio-demográficas do atendimento ao idoso após alta hospitalar na Estratégia da Saúde de Família. Rev Esc Enferm USP [periódico eletrônico] 2010 [citado em 2015 Dez 20];44(4):962-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v44n4/15.pdf

Nakata PT, Costa FM da, Bruzamol CD. Nursing care for the elderly in the family health strategy: integrative review. J Nurs UFPE on line. 2017; 11(Suppl. 1):393-402.

Brasil. Lei nº 10.741, de 01 de outubro de 2003. Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências. Diário Oficial da União; 2003.

Sakaki MH, Oliveira AR, Coelho FF, Leme LEG, Suzuki I, Amatuzzi MM. Estudo da Mortalidade na fratura do fêmur proximal em idosos. Acta Ortop. Bras[periódico eletrônico] 2004 [citado em 2015 Dez25];12(4):242-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/aob/v12n4/a08v12n4.pdf

Andrade FA, Pereira LV, Sousa FAEF. Mensuração da dor no idoso: uma revisão. Rev latinoam enferm [periódico eletrônico] 2006 [citado em 2015 Dez 20];14(2):271-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v14n2/v14n2a18.pdf

Fontes KB, Jaques AE.O papel da enfermagem frente ao monitoramento da dor como 5º sinal vital. Cienc Cuid Saude [online] 2007 [citado em 2015 Dez 20];6(Suplem.2):481-7. Disponível em: http://ojs.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/viewFile/5361/3397

Moreno, CRC et al. Problemas de sono em idosos estão associados a sexo feminino, dor e incontinência urinária. Rev. bras. epidemiol[online]. 2019, v. 21, n. Suppl 02 [Acessado 12 Julho 2020] , e180018. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbepid/v21s2/1980-5497-rbepid-21-s2-e180018.pdf

Inouye SK,Westendorp, RGJ, Saczynski, JS. Delirium in elderly people. Lancet [periódico eletrônico] 2014 [citado em 20 Dez 20];383(9920):911–22. Disponível em: http://doi.org/10.1016/S0140-6736(13)60688-1

Cazeiro APM, Peres PT. A terapia ocupacional na prevenção e no tratamento de complicações decorrentes da imobilização no leito. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar [periódico eletrônico] 2010 [citado em 2015 Dez 20];18(2):149-67. Disponível em: http://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/351/282

Tannure MC, Alves M, Sena RR, Chianca TCM.Perfil epidemiológico da população idosa de Belo Horizonte, MG, Brasil. Rev. bras. Enferm[periódico eletrônico] 2010 [citado em 2015 Dez25];63(5):817-22. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v63n5/20.pdf

Praticò C, Quattrone D, Lucanto T, Amato A, Penna O, Roscitano C et al. Drugs of anesthesia acting on central cholinergic system may cause post-operative cognitive dysfunction and delirium. MedHypotheses[periódico eletrônico] 2005 [citado em 2016 Jan 25];65:972-82. Disponível em: http://www.medical-hypotheses.com/article/S0306-9877(05)00296-3/pdf


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Fator de Impacto ISI- International Scientific Indexing

JCR 0.852 (2017-2018)

JCR 1.021 (2018-2019)

JCR 1.254 (2019-2020)

Qualis CAPES: B4

Índice H: 9,0

ISSN Online: 2179-0981 / ISSN Impresso: 2316-848X