Custos com recursos humanos em hemodiálise: análise do regime de sobre aviso e horas extras

Gabriela Alves Vieira da Silva, Renata Lorenzen de Oliveira, Katya Araújo Machado Saito

Resumo


Objetivo: avaliar o custo e a viabilidade financeira do regime de sobreaviso e horas extras dos profissionais de enfermagem do setor de Hemodiálise e propor intervenções que favoreçam a racionalização dos recursos financeiros nesta unidade. Método: levantamento da literatura pertinente em bases de dados acadêmicas; identificação da realidade através de análise de documentos como folha de ponto, escala de sobre aviso, descrição de horas extras, comprovantes de pagamento de táxi e reembolso quilometragem; e construção do Diagrama de Ishikawa para evidenciar o problema e suas causas. Resultados: o custo com o regime de sobre aviso e horas extras no setor de hemodiálise em um período de 18 meses foi de R$ 198.996,59 (média mensal R$ 11.005,39), verificou-se que 70% deste valor deve-se ao pagamento de sobre aviso. Foi proposto duas intervenções distintas, as quais economizaram em 18 meses aproximadamente R$ 73.730,99 (média mensal RS 4.096,16) e 82.814,40 (média mensal R$ 4.600,80), tais propostas aguardam avaliação dos gestores responsáveis para possível implantação. Conclusão: a construção deste estudo contribuiu de maneira a aprimorar e desenvolver o conhecimento teórico-prático sobre a gestão financeira e otimização de recursos, podendo servir também como incentivo/modelo para outras unidades iniciarem ações visando a racionalização de recursos financeiros.


Palavras-chave


Custos; Recursos Humanos; Hemodiálise; Horas Extras; Sobreaviso.

Referências


- Ferreira EDM. O itinerário terapêutico de pessoas em terapia renal substitutiva com doença de base hipertensão e/ou diabetes mellitus. [dissertação]. Universidade Federal de Juiz de Fora. 2015.

- Junior JER. Doença Renal Crônica: Definição, Epidemiologia e Classificação. J Bras Nefrol. 2004;36(3): 1-3.

- Jha V. Chorinic kidney disease: global dimension and perspectives. The Lancet. 2013; 382: 260-272.

- Szuster DAC et al. Potencialidades do uso de banco de dados para informação em saúde: o caso das Terapia Renais Substitutivas (TRS) – morbidade e mortalidade dos pacientes em TRS. Rev Med Minas Gerais. 2009; 19(4): 308-16.

- Leite DS. Camargo NLB. Cordeiro FB. Schuinski AFM. Baroni G. Repercussões vasculares do uso de CDL em pacientes hemodialíticos: análise ecográfica dos sítios de inserção. J. Bras Nefrol. 2014/ 36(3): 320-324.

- ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução – RDC N° 154, de 15 de Junho de 2004.

- ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. RDC N ° 11, de 13 de março de 2014.

- Lima AFC. Custo direto da monitorização da hemodiálise convencional realizada por profissionais de enfermagem. Rev Bras Enferm. 2017; 70(2): 374-81.

- Curan GRF. Beraldo A. Souza SNDH. Rossetto EG. Dimensionamento de pessoal de unidade neonatais em um hospital universitário. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde. 2015; 36(1): 55-62.

- Pereira LJ. O custo do absenteísmo no hospital regional de Cacoal – RO no período de 2011 a 2013. [trabalho de conclusão de curso] Universidade Federal de Rondônia. 2016.

- Chiavenato I. Como transformar RH (de um centro de despesa) em um centro de lucro. São Paulo: Makron Books. 1996.

- Wood Junior T. Picarelli Filho V. Remuneração por habilidades e competências: preparando a organização para a era das empresas de conhecimento intensivo. 3° Edição. São Paulo: Atlas. 2004.

- Marques GGSVF. Indicadores de Recursos Humanos. [dissertação]. Lisboa School of Economics & Management. 2014.

- Marquis BL. Huston CJ. Administração e liderança em enfermagem: teoria e prática. 8º Edição. Porto Alegre: Artmed. 2015. P.228.

- Sanders GD et al. Recomendation for Conduct, Methodological Practices, anda Reporting of Costeffectiveness Analyses. JAMA. 2016; 316(1): 1093-1103.

- Wong B. Courtney M. Pauly RP. Jindal K. Klarenbach S. Cost analysis of in-centre nocturnal compared with convencional hemodialysis. Canadian Journal of Kidney Health and Disease. 2014,1:14.

- Holanda MA. Pinto ACBRF. Utilização do diagrama de Ishikawa e Brainstorming para solucação do problema de uma indústria da região metropolitana de Recife. XXIX Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Salvador, BA, Brasil. 2009.

- Magri JM. Aplicação do método QFD no setor de serviços: estudo de caso em um restaurante. [monografia]. Universidade Federal de Juiz de Fora. 2009.

- Aguiar MC. Análise de Causa Raiz: levantamento dos métodos e exemplificação. [dissertação]. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. 2014.

- Ishiwawa K. Controle de qualidade total: à maneira japonesa. Rio de Janeiro: Campus. 1993.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Fator de Impacto ISI- International Scientific Indexing

JCR 0.852 (2017-2018)

JCR 1.021 (2018-2019)

JCR 1.254 (2019-2020)

Qualis CAPES: B4

Índice H: 15,0

Índice i10: 29,0

ISSN Online: 2179-0981 / ISSN Impresso: 2316-848X